segunda-feira, 24 de março de 2014

O Espírito Santo Não É Uma ....



O ESPÍRITO SANTO NÃO É UMA...



O ESPÍRITO SANTO NÃO É UMA PESSOA

         

     Vamos mostrar a inconsistência do dogma da Trindade; ainda por redução, isto é, reduzir o nome Deus de 3 Pessoas para duas Pessoas, ou melhor, mostrar que JEOVÁ é o Altíssimo, ou seja,  Deus Pai(Fp.2:11): no Salmo 2:7 e Hebreus 1:5, temos que JEOVÁ gerou a JESUS, disso podemos concluir que houve um período da existência de JEOVÁ que JESUS, não existia, ou seja, se JESUS, não existia como que Ele, iria fazer parte de uma "Trindade", com isso,  podemos dizer, que antes da existência de JESUS, não tinha um Deus, "Tri", apenas "Bi"; isto é, se JESUS não existia, então tínhamos apenas JEOVÁ  e o Espírito Santo, como Deus, isso torna redundante a Trindade, ou seja "ela" nem sempre existiu;  em Marcos 13:32, o Próprio JESUS, diz que tem uma informação que só pertence ao Pai; disso podemos concluir, que Eles não tem o mesmo nível de Sabedoria, observe ainda que JESUS diz, que o Dia do Juízo Final, nem os anjos do Céu sabem, nem o Filho, mas somente o Pai(Marcos 13:32), note que o Espírito Santo não é mencionado, se o Espírito Santo, fosse uma Pessoa de uma Trindade, Ele teria sido referido, em Lucas 4:17-19, JESUS diz que naquele Dia se cumpriu a profecia de Isaías 61, que começa assim: o Espírito de JEOVÁ está sobre mim..., veja bem que não é o Espírito por si só, mas o Espírito de JEOVÁ; em João 14:28 o Próprio JESUS  diz que o Pai é Maior do que Ele, tanto maior que o Ungiu(Salmo 2:2; Isaías 61:1,2); ainda no campo da trindade, JESUS diz em Marcos 3:29, que só não é perdoável a blasfema contra o Espírito Santo, ou seja, Ele disse que pode blasfemar contra o Filho, supondo a existência da trindade, pode se então blasfemar contra o Pai, disso teríamos uma superioridade, de  uma Pessoa em relação as outras duas Pessoa da trindade; agora considere apenas Deus Pai e Deus Filho(João 3:16), então não se pode blasfemar contra o Espírito Santo do Pai, temos uma superioridade somente do Pai para o Filho; mas o próprio JESUS disse que o Pai é maior do que Ele, João 14:28; a seguir vamos mostrar que não tem lugar para a outra Pessoa da Trindade, isto é, tem-se o Espírito Santo de JEOVÁ, não outra Pessoa independente Dele:     
      Um Deus "Tri", seria um Deus sem personalidade, sem vontade única, sem embasamento bíblico;Se a trindade fosse verdade, ou seja, se uma Pessoa tivesse três cabeças, um Dia teríamos a seguinte situação: Uma Cabeça iria querer ir para direita, outra para esquerda, e a outra para frente; então só teríamos desordem ...; Agora considere apenas o Pai e o Filho, o Pai maior do que o Filho, o próprio JESUS disse isso(João 14:28); também o próprio JESUS disse que tem uma informação que só pertence ao Pai(Mc 13:32); Também temos no Salmo 2:7, Atos 13:33, Hebreus 1:5, que JEOVÁ gerou a JESUS, então é trivial que JEOVÁ é anterior a JESUS;...Mas Tudo foi feito Nele e para Ele(Hb 1:2;Cl 1:16); Ainda temos JESUS é que vai julgar as pessoas (Mt. 9:6; João 5:22; 2Cor 5:10;Ap 2:23...) ...; além disso as mesmas pessoas que postularam a Trindade, postularam que a mãe de JESUS foi arrebatada  e intercede por nós, sendo que o próprio JESUS disse: ninguém subiu ao céu, senão o que desceu do céu
João 3:13...também em 1Timoteo 2:5, temos que JESUS é o único Mediador entre Deus e os homens; entre tantas outras mentiras que os teólogos introduziram, com o intuito de monopolizar o conhecimento sobre Deus, a Trindade é a maior delas, pois só pelo fato de JESUS  mandar batizar em nome do Pai do Filho e do Espírito Santo(Mt. 28:19), não se pode concluir que se tem um Deus "Tri", e também o correto, seria batizar em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo de Deus; uma vez que agora existe comunhão entre os homens e JEOVÁ, por meio de JESUS(Hb.12:24;João 14:6;Tm.2:5)  ...JEOVÁ não tolera a idolatria (Ex.20:5), quanto mais a combinação de idolatria com mariolatria, ou um outro Todo-Poderoso, no caso, ainda mais todo-poderoso(Marcos 3:29)...

      Agora o que acontece, é que existe a possibilidade, de JESUS e JEOVÁ identificarem a mesma Pessoa e os acontecimentos em: Salmo 110:1, Atos 7:56, Colossenses 3:1, Hebreus 1:3...não são literais, pois em João 10:30, JESUS  diz que Ele e o Pai são um; João 1:10, estava no mundo e o mundo foi feito por Ele...;Ele diz que Isaías viu sua Glória em João 12:41, mas Isaías viu a Glória de JEOVÁ Isaías 6:1-8; Ele disse que o grande mandamento da Lei em Mateus 22:37 é: amar JEOVÁ de todo coração, de toda alma, de todo  entendimento com toda as forças, citou Deuteronômio 6:5, mas por outro lado Ele disse em mateus 10:37, que quem ama o pai ou a mãe mais do que a Ele, não é digno Dele, quem ama o filho ou a filha, mais do que a Ele não é: digno Dele, com isso Ele se identificou com JEOVÁ; em Filipenses 2:11 e Hebreus 1:6, temos que JESUS é digno de adoração, mas por outro lado JEOVÁ diz em Isaías 42:8 que não dá sua Glória  a outro, ou seja, temos outra identificação entre JEOVÁ e JESUS, e por aí vai... agora o que não se pode é ir além das revelações dos Profetas Bíblicos, além disso as coisa encobertas, pertencem a JEOVÁ(Dt.29:29); outras revelações só podem ter créditos se estiverem de acordo com a bíblia, pois o Apostolo Paulo disse que nem mesmo um anjo do céu pode por outro fundamento além do que já foi posto(Gal.1:8;1Cor.3:11); e JEOVÁ  diz sobre os Profetas que diz coisas sobre Ele, sendo que nada viram, Ezequiel 13:3; Moisés diz em Deuteronômio 18:18, que JEOVÁ levantaria um Profeta semelhante a ele, ou seja, uma verdadeira libertação Gálatas 5:1; Gálatas 4:26; ou seja, o Novo Testamento é a complementação de Velho Testamento; e em lugar algum do velho testamento temos indicação de Trindade ou um Deus Tri; no novo testamento temos algumas indução disso, o problema é que as pessoas que postularam a Trindade, também postularam várias mentiras, que Martim Lutero e outros evidenciaram isso; agora digo eu: pode até existir uma Trindade, mas não se tem embasamento bíblico para isso; é obvio, que agora estou sendo parcial, ou seja, analisando o problema, mas dentro dele; de qualquer forma é uma coisa que não interfere na salvação, pois em Romanos 10:9-10, temos: se com sua boca confessar ao Senhor JESUS e em seu coração crer que Deus o ressuscitou dos mortos será salvo. Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação, ou seja, uma coisa é certa, quem Salva é JESUS(João 14:6; João 8:32; João 8:36)...Se não fosse assim, estaríamos em apuros, refém de "teólogos e profetas mercenários", Por um lado, temos em Efésio 2:8, que a Salvação é de graça, não pode ser comprada, como a igreja católica queria fazer na idade Média, mas Martim Lutero, se opôs a isso e houve uma separação na igreja surgindo os protestantes, que não idolatram nem mariólatram, porém a maioria das igrejas prega a salvação pelo dízimo(Malaquias 3:10), ou seja, tentam vender a salvação como a igreja católica fazia, o apóstolo Tiago 2:10 diz: quem guardar toda a Lei, mas se tropeçar em um único ponto se tornou culpados de todos, então não adianta ir na Lei a todo momento e obedecer um só mandamento, ou seja, se tem que obedecer, vai ter que obedecer também os outros 499 mandamentos da lei, " o homem que fizer essas coisas, viverá por elas"; interessante, é que o mesmo Pastor em uma pregação, diz assim: ele vai na Lei, em Malaquias 3:10, e diz: o devorador só pode ser repreendido, se pagar o dízimo..., em outra ele, diz, ...irmãos JESUS já pagou o preço, estamos na graça, a Lei já passou...; JESUS  diz em Mateus 23:23, que nem da Lei o dízimo é o mandamento mais importante, mas sim Deuteronômio 6:5, Ele disse isso em Mateus 22:37; a todo momento, temos separações de igrejas evangélicas, surgindo outra, simplesmente para fins de arrecadação de dinheiro, ou seja, ganhar dinheiro fácil; JESUS  disse em Mateus 10:10, quem anuncia o Evangelho deve viver do Evangelho, porém uma coisa é viver, outra é construir impérios; Por outro lado, temos as Testemunhas de JEOVÁ, que dizem que a tradução do novo mundo, vem dos originais, eliminam toda a Divindade de JESUS, pois pela tradução de João Ferreira de Almeida, temos em Hebreus 1:6, JEOVÁ diz, que todos os anjos devem adorar a JESUS, logo Ele é digno de adoração. Em Filipenses 2:11 JEOVÁ diz, que ao nome de JESUS dobrará todo joelho, logo JESUS é digno de adoração; ainda em Isaías 9:6 temos: um menino nos nasceu, um filho nos deu, o principado está sobre o seus ombros, seu nome será; Maravilhoso  Conselheiro, Deus Forte, Príncipe da Paz, Pai da Eternidade; nomes adoráveis, logo Ele é digno de adoração; se a tradução do novo mundo, fosse mesmo dos originais, e inspirada por JEOVÁ, eles não teriam deixado escapar um detalhe, isto é, em Mateus 16:18, JESUS diz, que Pedro é a pedra principal da sua igreja, um ponto que entre católicos e protestantes, legitima os católicos; na tradução do novo mundo, como isso não interfere sua doutrina eles não se preocuparam em modificar; porém JESUS não pode ter falado que Pedro é o fundamento da sua igreja, pois não é, porque o Salmo 118:22, diz  que JESUS  é a pedra principal da igreja, o apóstolo Pedro  em atos 4:11, diz que JESUS  é a pedra principal da igreja, o apóstolo Paulo diz em Efésios 5:23 que JESUS é a cabeça da igreja, ou seja, o fundamento, ele diz ainda, em Galátas1:8 e 1Corintios 3:11, que nem mesmo um anjo do Céu pode por um fundamento que não seja JESUS, também já está posto; em Gálatas 2:9 o apóstolo Paulo diz, que Pedro, Tiago e João são as colunas da igreja de JESUS; também aqui na terra não tem igreja  verdadeira, tem algumas que se aproximam dela, pois a Igreja verdadeira de JESUS vai se formar nos ares(1Ts.4:17); devemos ter cuidado de não estarmos adorando o Satanás, pois o apostolo Paulo diz em 2Coríntios 11:14, que ele, se transfigura em anjo de luz, não é literal, mas sim uma falsa bondade, também o Evangelista disse em Hebreus 9:27, ao homem está ordenado morrer apenas uma vez,  vindo depois disso o juízo, JEOVÁ já sábia que Satanás iria disseminar essa doutrina; além disso, entre a várias manipulações da bíblia pelo homem, Mateus 16:18, é uma delas...

      Temos, em juízes que Sansão era reservado para JEOVÁ desde o ventre(Juízes 16:17), isto é, não existia a possibilidade dele não alcançar a salvação de sua Alma, com isso, ele não morreria em situação de pecado, o que pode ter acontecido com o rei Salomão(1Reis 11:3-5), uma vez que a bíblia não menciona arrependimento, dos seus pecados, e ele não era separado para JEOVÁ, desde o ventre da mãe, como: Sansão(Juízes 13:7); Samuel(1Sm. 1:11),Apóstolo Paulo(Gl.1:15;Atos 18:18),...; em Juízes 15:14, temos que o Espírito de JEOVÁ se apoderou de Sansão, então Ele estava em Sansão antes disso, de "maneira tão Poderosa"; observe bem, não se diz, Espírito Santo, mas sim o Espírito de JEOVÁ, é importante notar essa diferença para não induzir a pensar em duas pessoas como acontece muito no novo testamento, referindo-se apenas Espírito Santo, quando deveria ser Espírito Santo de Deus, já que o nome de JEOVÁ, não aparece mais, mesmo quando se refere em passagem do velho testamento, onde tem Seu nome; Em Samuel 16:13, temos: desde de que Davi foi ungido por Samuel a rei, o Espírito de JEOVÁ  se apoderou dele, isto é, a tua iniquidade foi tirada, e foi purificado o seu pecado(Is.6:7); além disso em Atos 2:30, sendo Davi profeta, ou seja ele tinha dupla comunhão com JEOVÁ, fato é, que o Espírito de JEOVÁ, não fica o tempo todo no corpo da pessoa, e sim se Manifesta nos momentos necessários; estou me referindo ao Espírito como sendo o Próprio Deus Vivo se manifestando na pessoa; observe ainda que Eliseu pediu a JEOVÁ porção dobrada de seu Espírito que estava em Elias(2Reis 2:9), se o Espírito Santo fosse uma Pessoa como isso seria possível; é claro que estamos diferenciando Espírito e Alma, pois na alma sim,  temos uma completa permanência de JEOVÁ, pois expressa a sua imagem(Gn.1:27); o Evangelista de Hebreus diz "que a Palavra de Deus é viva e eficaz... que penetra desde a divisão do Espírito e da Alma(Hb.4:12)", então o Espírito é a "parte imaterial" de Deus, que reveste a Alma, quando essa está em condição de recebê-lo; JESUS comentando o Salmo 110:1, em Mateus 22:42-45:"Como que o Cristo é filho de Davi, se Davi em ESPÍRITO, lhe chama de Senhor", note que naquele momento Davi, estava em Espírito, ou seja, ele teve uma visão,  de JEOVÁ, falando para JESUS:... "assenta-te a minha direita até que Eu ponha todos os teus inimigos debaixo de teu pés"(Sl.110:1;Hb.1:13). Se o Espírito Santo de JEOVÁ, ficasse o tempo todo no corpo da pessoa, quando Davi, estava adulterando o Espírito de JEOVÁ teria compartilhado, por transitividade, com isso(2Samuel 11:4), de novo outra manifestação do Deus Vivo na pessoa; Quando o Apóstolo Tiago(Tg.4:5) diz "que o Espírito Santo habita em nós", é no sentido de a qualquer momento, Ele se manifestar, pois o nosso corpo é Templo de JEOVÁ, não de ficar terminantemente nele, como personalidade de Deus, apenas "fragmentos" da Divindade; note que, "nós temos nossas habitações terrestres, mas não ficamos o tempo todo nela"; observe que no salmo 2:7, a seguir, temos que Davi foi templo de JESUS, pois é Ele, falando através de Davi:Proclamarei o decreto de JEOVÁ: Ele me disse: Tu és meu Filho, eu, hoje, te gerei;observe ainda, quando Davi  derrubou Golias(1Samuel 17:49) JEOVÁ lhe revestiu de força e  direcionou a pedra, mas o gigante caiu sobre seu rosto, isto é, ao mesmo tempo que JEOVÁ, estava revestindo Davi, Ele deu uma pancada em Golias por trás;pois pela primeira lei de Newton se tivesse sido a força da pedra que Davi jogou que tivesse derrubado Golias, ele tinha caído para trás, isso mostra que foi JEOVÁ lhe atingiu por trás; quando Davi diz: "não me lance fora da tua presença e não retire de mim o seu Espírito Santo(Sl.51:11)", ele sentiu a possibilidade de morte Espiritual(1Cor.3:17), devido aos seus pecados, ou seja, "aquele que destruir o templo de Deus, Deus também o destruirá"; note que se o Espírito Santo, fosse uma Pessoa independente de  JEOVÁ, e ficasse o tempo todo nas pessoas elas seriam o tempo todo Espirituais, quando Davi cobiçou a mulher de Urias(2Samuel 11:2), não teve nada espiritual, pior ainda quando tentou encobrir o seu PECADO(2Samuel 11:13), a mulher já estava gravida, Urias o heteu mesmo embriagado não foi "dormir" com sua mulher, alguém que era da descendência de Hete, filho de Canãa, a qual foi amaldiçoada por Noé(Gn. 9:25), se mostrou mais justo, naquele momento, do que o homem segundo o coração de JEOVÁ(1Sm.13:14;At.13:22); que fique claro, naquele momento; não  estamos tentando apontar erros por parte de JEOVÁ, porque isso não é possível, mas sim, mostrar que naquela situação a espiritualidade de Davi foi identicamente nula; mais longe ainda, não teve nada espiritual, quando Davi manda colocar Urias na frente da batalha para que este morresse, com o intuito de esconder o seu PECADO e ainda ficar definitivamente com a mulher do outro; observe que em Zacarias 4:6  o Próprio JEOVÁ diz que sua "Palavra tem que ser anunciada, não por força nem por violência, mas pelo o Seu Espírito; quando o Espírito Santo de JEOVÁ, se manifesta em uma pessoa ela não passa por mudanças, as vezes a pessoa recebe Dons, a primeira manifestação do Espírito Santo de JEOVÁ, é o que se chama Batismo com o Espírito Santo(At. 19:2-6), e se ocorrer a Morte Espiritual vem as perturbações como no caso de Saul(1Samuel 16:14). O Espírito Santo  não uma pessoa independente de JEOVÁ, é claro que  estamos usando o nome PESSOA com sentido de indivíduo, mas não com sentido humano; é trivial que quando dizemos que o Espírito Santo ficasse o tempo todo nas pessoas e temos 7 bilhões de pessoas no mundo e todas podendo ser Espirituais(Joel 2:28), estamos supondo, por um momento a existência da TRINDADE, sendo assim, Ele teria as 3 características do Pai, a saber, Onipotência, Onisciência e Onipresença, logo pela Onipresença Ele poderia estar em todos os lugares ao mesmo tempo; em Colossenses 3:1, Atos 7:56 e  no salmo 110:1, JESUS ESTÁ A DIREITA DE JEOVÁ, refere-se a duas PESSOAS, ainda em  Atos 7:56, Estevão viu duas pessoas, nele(Estevão) era apenas uma manifestação do Espírito Santo de JEOVÁ, uma vez que Ele é Onipresente, além disso, quando JESUS diz que enviará o CONSOLADOR, é no sentido de todas as pessoas poderem ser templo de manifestação do Espírito Santo de JEOVÁ, pois JESUS é o Mediador(Hebreus 12:24;Timóteo 2:5;João,14:6) de uma nova Aliança entre JEOVÁ e os homens, porque antes JEOVÁ  manifestava-se, apenas nos profetas e reis Ungidos por Ele.

       Em Joel 2:28, temos que JEOVÁ derramaria seu Espírito em TODA carne, mas o propósito seria:e vossos filhos e vossas filhas profetizarão, os vossos velhos terão sonhos, os vossos jovens terão visões. Isto é, distribuição de dons, isso aconteceu em Atos 2:17.

Em João 20:22  temos que JESUS, assoprou sobre seus discípulos e disse: recebam o Espírito Santo(Gênesis 2:7); restaurando a comunhão que havia entre JEOVÁ e Adão. Se o Espírito Santo fosse uma "Pessoa", não seria manifestado dessa forma. Não temos uma "trindade", mas sim, Deus Pai, Deus Filho, em plena harmonia(João 10:30; 2João 1:9). 

    Também a saudação do Apostolo Paulo(2Cor.13:13), o correto: A Graça de nosso Senhor JESUS  Cristo, o amor de JEOVÁ nosso Pai, e a Comunhão do Espírito Santo de Deus, esteja conosco para todo o sempre.

     Contudo: JEOVÁ é o Altíssimo, ou seja,  Deus é um nome que está no plural(Gn.1:26), então JEOVÁ é Deus Pai(Fp.2:11) e JESUS o Mediador de uma nova Aliança entre JEOVÁ e o Homem( João 14:6; 1Timoteo 2:5; Hebreus 12:24), ou Deus Filho(João 3:16)

    

 ____________________

VERSÃO ATUAL: João Ferreira de Almeida:
*Porque três são os que testificam no céu: o Pai, a Palavra, e o Espírito Santo; e estes três são um.

1 João 5:7
  

VERSÃO ANTIGA: João Ferreira de Almeida; Porque é o Espírito que testemunha e o Espírito é a verdade.

1 João 5:7

      *Esse versículo foi acrescentado, na bíblia.

  

Qual a Origem da Doutrina da Santíssima Trindade?



“A doutrina da Trindade foi estabelecida na igreja pelo concílio de Nicéia 325 AD. Essa doutrina destrói a personalidade de Deus e seu Filho Jesus Cristo, nosso Senhor. A forma infame como foi imposta à igreja, aparece nas páginas da história eclesiástica, que causa aos que acreditam na doutrina corar de vergonha.” J.N. Andrews -- Adventist Review March 6, 1855

"A grande falta da Reforma foi que os reformadores pararam de reformar. Se tivessem levado avante, não teriam deixado nenhum vestígio do papado atrás, tal como a natural imortalidade, batismo por aspersão, A trindade a guarda do domingo, e a igreja agora estaria livre de erros escriturísticos." Advent Review 7 de Fevereiro 1856



Sua origem não é bíblica. Portanto, religiosamente, não tem valor.

Na palavra inspirada não fala em momento algum da terceira pessoa da trindade, em nem um lugar está escrito que devemos louvar e orar para o espírito santo, e em Apocalipse refere-se apenas em dois tronos, e louvor para Deus e o Cordeiro.

“Então, ouvi que toda criatura que há no céu e sobre a terra, debaixo da terra e sobre o mar, e tudo o que neles há, estava dizendo: Àquele que está sentado no trono e ao Cordeiro, seja o louvor, e a honra, e a glória, e o domínio pelos séculos dos séculos”.Ap. 5: 13.

“E clamavam em grande voz, dizendo: Ao nosso Deus, que se assenta no trono, e ao Cordeiro, pertence a salvação. Ap. 7: 10.

O sétimo anjo tocou a trombeta, e houve no céu grandes vozes, dizendo: O reino do mundo se tornou de nosso Senhor e do seu Cristo, e ele reinará pelos séculos dos séculos. E os vinte e quatro anciãos que se encontram sentados no seu trono, diante de Deus, prostraram-se sobre o seu rosto e adoraram a Deus, dizendo: Graças te damos, Senhor Deus, Todo-Poderoso, que és e que eras, porque assumiste o teu grande poder e passaste a reinar. Ap. 11: 15 – 17.

Nela, não vi santuário, porque o seu santuário é o Senhor, o Deus Todo-Poderoso, e o Cordeiro. Ap. 21: 22.

Então, me mostrou o rio da água da vida, brilhante como cristal, que sai do trono de Deus e do Cordeiro. Nunca mais haverá qualquer maldição. Nela, estará o trono de Deus e do Cordeiro. Os seus servos o servirão”, Ap. 22: 1 e 3.



Paulo, o apóstolo, ao iniciar suas cartas sempre se referia ao Pai e do Filho.

“Paulo, servo de Jesus Cristo, chamado para ser apóstolo, separado para o evangelho de Deus” Rom. 1: 1.

“Paulo, chamado pela vontade de Deus para ser apóstolo de Jesus Cristo, e o irmão Sóstenes” 1 Cor. 1: 1.

“Paulo, apóstolo, não da parte de homens, nem por intermédio de homem algum, mas por Jesus Cristo e por Deus Pai, que o ressuscitou dentre os mortos” Gal. 1: 1.



João, o discípulo amado, também se referiu somente ao Pai e ao Filho.

“que temos visto e ouvido anunciamos também a vós outros, para que vós, igualmente, mantenhais comunhão conosco. Ora, a nossa comunhão é com o Pai e com seu Filho, Jesus Cristo. 1 João 1: 3.

Onde fica a comunhão com o espírito santo, com a trindade e os outros santos?

Será que João não sabia?



E Jesus o que falou?

“Eu e o Pai somos um.” João 10:30.



Onde está o outro?

Ouvistes que eu vos disse: vou e volto para junto de vós. Se me amásseis, alegrar-vos-íeis de que eu vá para o Pai, pois o Pai é maior do que eu. João 14: 28.



Cadê a igualdade?

Apocalipse 1: 1 diz como a revelação chega a nós.

“Revelação de Jesus Cristo, que Deus lhe deu para mostrar aos seus servos as coisas que em breve devem acontecer e que ele, enviando por intermédio do seu anjo, notificou ao seu servo João”



Pedro escreveu informando quem inspirou os profetas.

Foi a respeito desta salvação que os profetas indagaram e inquiriram, os quais profetizaram acerca da graça a vós outros destinada, investigando, atentamente, qual a ocasião ou quais as circunstâncias oportunas, indicadas pelo Espírito de Cristo, que neles estava, ao dar de antemão testemunho sobre os sofrimentos referentes a Cristo e sobre as glórias que os seguiriam. 1 Pedro 1: 10 e 11.

“A forma espiritualista pela qual negam a Deus como o único Senhor, e Jesus Cristo está numa primeira posição, [igual a Deus] constitui um antigo credo trinitariano, fora das escrituras; que Jesus é Deus eterno. No entanto não existe passagem das escrituras que dê suporte a isso. Temos testemunhos bíblicos em abundância que ele é Filho do Eterno Pai.” James White, The Day Star - 24 de Janeiro 1846

“Que uma pessoa seja três pessoas, e que três pessoas sejam uma só pessoa, é uma doutrina que nós podemos proclamar ser um doutrina contrária à razão e ao senso comum." James White. Adventist Review --- 6 de Julho de 1869 -- Rogério Luiz Nascimento, Garopaba, SC
 

_________________________________________

E a terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo; e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas.
Gênesis 1:2

Não to mandei eu? Esforça-te, e tem bom ânimo; não temas, nem te espantes; porque JEO teu Deus é contigo, por onde quer que andares.
Josué 1:9


E, vindo ele a Leí, os filisteus lhe saíram ao encontro, jubilando; porém o Espírito de JEOVÁ poderosamente se apossou dele, e as cordas que ele tinha nos braços se tornaram como fios de linho que se queimaram no fogo, e as suas amarraduras se desfizeram das suas mãos.
Juízes 15:14

Porém agora não subsistirá o teu reino; já tem buscado o Senhor para si um homem segundo o seu coração, e já lhe tem ordenado o Senhor, que seja capitão sobre o seu povo, porquanto não guardaste o que o Senhor te ordenou.
1 Samuel 13:14

Então Samuel tomou o chifre do azeite, e ungiu-o no meio de seus irmãos; e desde aquele dia em diante o Espírito de JEOVÁ se apoderou de Davi; então Samuel se levantou, e voltou a Ramá.

1 Samuel 16:13

Porém agora não subsistirá o teu reino; já tem buscado JEOVÁ para si um homem segundo o seu coração, e já lhe tem ordenado JEOVÁ, que seja capitão sobre o seu povo, porquanto não guardaste o que JEOVÁ te ordenou.
1 Samuel 13:14

Então enviou Davi mensageiros, e mandou trazê-la; e ela veio, e ele se deitou com ela (pois já estava purificada da sua imundícia); então voltou ela para sua casa.
2 Samuel 11:4

Então disse Davi a Natã: Pequei contra o Senhor. E disse Natã a Davi: Também JEOVÁ traspassou o teu pecado; não morrerás.
2 Samuel 12:13

Sucedeu que, havendo eles passado, Elias disse a Eliseu: Pede-me o que queres que te faça, antes que seja tomado de ti. E disse Eliseu: Peço-te que haja porção dobrada de teu espírito sobre mim.
2 Reis 2:9


Não me lances fora da tua presença, e não retires de mim o teu Espírito Santo.

Salmos 51:11

Proclamarei o decreto de JEOVÁ: Ele me disse: Tu és meu Filho, eu, hoje, te gerei. 

Salmos 2:7

E com a brasa tocou a minha boca, e disse: Eis que isto tocou os teus lábios; e a tua iniqüidade foi tirada, e foi purificado o teu pecado.
Isaías 6:7

Disse JEOVÁ:E há de ser que, depois derramarei o meu Espírito sobre toda a carne, e vossos filhos e vossas filhas profetizarão, os vossos velhos terão sonhos, os vossos jovens terão visões.
Joel 2:28

E respondeu-me, dizendo: Esta é a palavra do Senhor a Zorobabel, dizendo: Não por força nem por violência, mas sim pelo meu Espírito, diz JEOVÁ dos Exércitos.

Zacarias 4:6

E nos últimos dias acontecerá, diz Deus, Que do meu Espírito derramarei sobre toda a carne; E os vossos filhos e as vossas filhas profetizarão, Os vossos jovens terão visões, E os vossos velhos sonharão sonhos;
Atos 2:17

Deus é Espírito, e importa que os que o adoram, o adorem em espírito e em verdade.

João 4:24


E, havendo dito isto, JESUS assoprou sobre eles e disse-lhes: Recebei o Espírito Santo.
João 20:22

Homens irmãos, seja-me lícito dizer-vos livremente acerca do patriarca Davi, que ele morreu e foi sepultado, e entre nós está até hoje a sua sepultura.
Sendo, pois, ele profeta, e sabendo que Deus lhe havia prometido com juramento que do fruto de seus lombos, segundo a carne, levantaria o Cristo, para o assentar sobre o seu trono,
Atos 2:29-30


Vós, porém, não estais na carne, mas no Espírito, se é que o Espírito de Deus habita em vós. Mas, se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é dele.
Romanos 8:9

Há um só corpo e um só Espírito, como também fostes chamados em uma só esperança da vossa vocação;
Um só Senhor, uma só fé, um só batismo;
Um só Deus e Pai de todos, o qual é sobre todos, e por todos e em todos vós.
Efésios 4:4-6

Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós?
1 Coríntios 3:16

E Ananias foi, e entrou na casa e, impondo-lhe as mãos, disse: Irmão Saulo, o Senhor Jesus, que te apareceu no caminho por onde vinhas, me enviou, para que tornes a ver e sejas cheio do Espírito Santo.
Atos 9:17

Há um só corpo e um só Espírito, como também fostes chamados em uma só esperança da vossa vocação;
Um só Senhor, uma só fé, um só batismo;
Um só Deus e Pai de todos, o qual é sobre todos, e por todos e em todos vós.

Efésios 4:4-6

Ou cuidais vós que em vão diz a Escritura: O Espírito que em nós habita tem ciúmes?
Tiago 4:5

        


 

Um comentário:

  1. O Primeiro Concílio de Niceia foi um concílio de bispos ( epískopos ) cristãos reunidos na cidade de Niceia da Bitínia (atual İznik, Turquia), pelo imperador romano Constantino I em 325 d.C.. O concílio foi a primeira tentativa de obter um consenso da igreja através de uma assembleia representando toda a cristandade.[1]

    O seu principal feito foi o estabelecimento da questão cristológica entre Jesus e Deus, o Pai; o estabelecimento da doutrina Trinitária, ou Trindade; a construção da primeira parte do Credo Niceno; a fixação da data da Páscoa; e a promulgação da lei canônica.[2] [3

    Niceia (hoje İznik), é uma cidade da Anatólia (hoje parte da Turquia). No verão de 325, os bispos de todas as províncias foram chamados ao primeiro concílio ecumênico em Niceia: um lugar facilmente acessível à maioria dos bispos, especialmente aos da Ásia, Síria, Palestina, Egipto, Grécia, Trácia e Egrisi (atual Geórgia ocidental). O número dos membros não pode exatamente ser indicado; Atanásio contou 318, Eusébio somente 250. Foram oferecidas aos bispos as comodidades do sistema de transporte imperial - livre transporte e alojamento de e para o local da conferência - para encorajar a maior audiência possível. Constantino abriu formalmente a sessão.

    A religião cristã nesses tempos era majoritária unicamente no Oriente. No Ocidente, era ainda minoritária, especialmente entre os pagãos (do latim paganus, que significa "camponês", "rústico"), pois grande parte da população vivia no campo. Daí o nome de pagãos para os gentios. Uma exceção era a região de Cartago ou Túnis. Portanto, os bispos orientais estavam em maioria; na primeira linha de influência hierárquica estavam três arcebispos: Alexandre de Alexandria, Eustátio de Antioquia, e Macário de Jerusalém, bem como Eusébio de Nicomédia e Eusébio de Cesareia. Entre os bispos encontravam-se Stratofilus, Bispo de Pitiunt (Bichvinta, reino de Egrisi).

    O ocidente enviou não mais de cinco representantes na proporção relativa das províncias: Marcus de Calábria da Itália, Ceciliano de Cartago da África, Ósio de Córdoba (Hispânia), Nicasius de Dijon, na França, e Domnus de Stridon da província do Danúbio. Estes dignitários eclesiásticos naturalmente não viajaram sozinhos, mas cada qual com sua comitiva, de modo que Eusébio se refere a um grupo numeroso de padres acompanhantes, diáconos e acólitos.

    Entre os presentes encontrava-se Atanásio, um diácono novo e companheiro do bispo Alexandre de Alexandria, que se distinguiu como o "lutador mais vigoroso contra os arianos" e similarmente o patriarca Alexandre de Constantinopla, um presbítero, como o representante de seu bispo, mais velho.

    O papa em exercício na época, Silvestre I, não compareceu ao concílio, que aconteceu no Oriente, a grande distância de Roma. Assim os papas não participavam dos primeiros Concílios e enviavam representantes seus. Entretanto, importante ressaltar que as sedes patriarcais sempre eram consultadas na resolução das grandes questões. Silvestre já fora informado da condenação de Ário, ocorrida no Sínodo de Alexandria (320 a 321), e para o Concílio de Niceia enviou dois representantes, Vito e Vicente (presbíteros romanos).

    Segundo Atanásio, contemporâneo dos eventos (Apol. de fuga sua, c. 5), quem presidiu o concílio foi o Ósio de Córdoba. Também afirmam-no implicitamente os próprios arianos escrevendo que ele "publicara o sínodo de Niceia" (Ap. Athânas, Hist. arian. c. 42).

    Outra fonte da influência, apesar do não comparecimento do Bispo de Roma, é que as assinaturas dos três clérigos - Osio, Vito e Vicente - estão sempre em primeiro lugar, bem como a citação de seus nomes pelos historiadores do Concílio, o que seria estranho, dado que o concílio se deu no Oriente, e os três clérigos eram ocidentais - o primeiro um bispo espanhol e os outros dois sacerdotes romanos. Só o fato de serem representantes do Papa explicaria tal comportamento.

    ResponderExcluir